Procedimentos Abdomen

Flancoplastia

Abdomen

O Procedimento

A flancoplastia é a cirurgia realizada como uma opção para reduzir ou eliminar os excessos laterais do contorno corporal, denominados "pneuzinhos" , anatomicamente posicionados logo acima da nádega fazendo a circunferência da cintura. Esses acúmulos são mais comuns no corpo feminino devido à tendência que as mulheres possuem em acumular tecido adiposo como reserva nutritiva para a gestação.
 
Quando a mulher aumenta de peso, ou passa por uma gestação, automaticamente há o acréscimo de volume na região dos flancos, podendo também acontecer o aparecimento de estrias nesse local devido à perda de elasticidade da pele. Por mais que a pessoa emagreça ou faça lipoaspiração sempre haverá uma grande sobra de pele, que se torna mais evidente ao sentar ou com a utilização de calças que possuem a cintura mais baixa. O tratamento destas indesejáveis sobras de pele chama-se flancoplastia, e pode ser feito juntamente com a plástica de abdômen.
 
Nos casos em que a paciente já fez algum tipo de tratamento no abdômen ou lipoaspiração, a flancoplastia pode ser feita posteriormente, garantindo resultados sem muito sofrimento. A cicatriz contorna a cintura e fica numa posição onde toda ela se esconde atrás de um biquíni.
 
A FLANCOPLASTIA DEIXA CICATRIZ MUITO VISÍVEL?
A cicatriz resultante de uma flancoplastia localiza-se horizontalmente na lateral do quadril, prolongando-se em maior ou menor extensão, dependendo do volume de pele a ser corrigido. Esta cicatriz é planejada para ficar disfarçada sob as roupas de banho e, infalivelmente, passará por vários períodos de evolução, como se segue:
 
OUVI DIZER QUE ALGUMAS PACIENTES FICAM COM CICATRIZES MUITO VISÍVEIS.
Certas pacientes apresentam tendência à cicatrização hipertrófica ou ao quelóide. Essa tendência, entretanto, poderá ser avaliada, até certo ponto, durante a consulta inicial, quando lhe são feitas uma série de perguntas sobre sua vida clínica pregressa, bem como a análise das características familiares, que muito nos ajudam quanto ao prognóstico das cicatrizes. Geralmente, pessoas de pele clara não tendem a esta complicação cicatricial; pessoas de pele morena têm maior predisposição ao quelóide ou à cicatriz hipertrófica. Isto, entretanto, não é uma regra absoluta. A análise dos antecedentes, como já o dissemos, nos facilitará o prognóstico cicatricial, assim como a análise de eventuais cicatrizes prévias.
 
EM QUANTO TEMPO ATINGIREI O RESULTADO DEFINITIVO?
Na resposta anterior foram feitas algumas ponderações sobre a evolução da cicatriz. Entretanto, resta ainda acrescentar algumas observações sobre o novo abdome, no que tange à sua consistência, sensibilidade, volume, etc.
1- Nos primeiros meses, o abdome apresenta uma insensibilidade relativa, além de estar sujeito a períodos de “inchaço”, que regride espontaneamente.
2- Nesta fase, poderá ficar com aspecto de “esticado” ou “plano”. Com o decorrer dos meses, tendo-se iniciado os exercícios orientados para modelagem, vai-se gradativamente atingindo o resultado definitivo. Nunca se deve considerar como definitivo qualquer resultado, antes de 12 a 18 meses de pós-operatórios.
 
O PÓS-OPERATÓRIO DA FLANCOPLASTIA É MUITO DOLOROSO?
Não. Existe dor pós operatória, que é proporcional à extensão do procedimento cirúrgico e da existência de outras cirurgias associadas. A dor é uma reação individual, que pode ser resolvida com o uso de analgésicos comuns.
 
HÁ RISCOS NESSA OPERAÇÃO?
Raramente a cirurgia de flancoplastia traz sérias complicações, desde que realizada dentro de critérios técnicos. Isto se deve ao fato de se preparar convenientemente cada paciente para o ato operatório, além de ponderarmos sobre a conveniência de associação desta cirurgia simultaneamente a outras. O perigo não é maior nem menor que uma viagem de avião ou de automóvel, ou mesmo o simples atravessar de uma rua.
 
QUE TIPO DE ANESTESIA É UTILIZADA PARA ESTA OPERAÇÃO?
Anestesia peridural ou local.
 
QUANTO TEMPO DURA O ATO CIRÚRGICO?
Em média 120 a 180 minutos. Este período poderá ser prolongado, se o caso demandar. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Seu médico poderá lhe informar quanto ao tempo total.
 
QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO?
De 12 horas a 24 horas.
 
SÃO UTILIZADOS CURATIVOS?
Sim. Curativos especiais, trocados periodicamente pela equipe do cirurgião.
 
QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS?
A retirada dos pontos poderá ser iniciada em torno do 8º ao 15º dia, devendo ser feita de maneira seletiva, nos dias que se seguem. Raramente a retirada total passa de 3 semanas.
 
QUANDO PODEREI TOMAR BANHO COMPLETO?
Geralmente após 3 dias.

Fale Conosco pelo Whats